Quais os Principais Cuidados na Montagem de Acoplamentos?

26/03/2021
Acoplamentos
Lourenço Daudt

Tão importante quanto os acoplamentos, é a maneira como eles são instalados. Pensando nisso, será que você sabe fazer o passo a passo correto? Para te ajudar, reunimos todas as informações sobre como fazer a montagem e a desmontagem de acoplamentos. 

Todas as dicas são fundamentais para manter o funcionamento das máquinas e, consequentemente, melhorar o fluxo de produção. 

Continue a leitura e aproveite as indicações sobre montagem industrial! 

O Que São Acoplamentos?

Na indústria, existem diversas máquinas que funcionam por meio do movimento rotativo. Para que isso aconteça, com motor e máquina alinhados, os acoplamentos são imprescindíveis. 

Mas, por que, afinal? 

No caso, estes componentes mecânicos são responsáveis por unir dois equipamentos de sistemas distintos e, dessa forma, transmitir a potência do acionamento para a aplicação. 

Um caso clássico disso é o da combinação entre uma bomba e um motor. 

Como Fazer a Desmontagem e Montagem de Acoplamentos?

Mas como fazer a desmontagem e montagem de acoplamentos? 

Na verdade, antes mesmo de instalar ou desinstalar acoplamentos, é preciso falar sobre a  escolha correta. 

Sim, pode não parecer, mas muitos profissionais da indústria acabam cometendo equívocos nesse passo tão importante. 

Então, antes de tudo, tenha em mãos a potência, a rotação e os diâmetros de eixo da aplicação. Além disso, ter o conhecimento sobre modelos e marcas de peças industriais também ajuda bastante. 

Montagem dos Acoplamentos

Agora, sim, vamos ao passo a passo, primeiramente, da montagem. 

Veja:

  1. Montar os cubos previamente usinados nos eixos. Verifique qual a indicação de ajuste eixo/furo para a aplicação em questão. Após, utilize o método mais adequado para a montagem (aquecimento, hidráulico…);
  2. Realize o alinhamento dos eixos do acionamento e da aplicação conforme indicação do fabricante do equipamento;
  3. Confira as distâncias axiais e tolerâncias de montagem de acordo com o modelo de acoplamento utilizado. Sempre utilize o manual de montagem do fabricante do acoplamento para auxílio durante a montagem;
  4. Uma dica importante é que diversos modelos de acoplamento – como o de pneu – exigem um certo cuidado no momento do aperto dos parafusos. Isso está indicado no catálogo do fabricante, mas, na dúvida, utilize um torquímetro.

Desmontagem dos Acoplamentos 

Para a desmontagem dos acoplamentos utilize ferramentas que não danifiquem os componentes dos mesmos. Acoplamentos que utilizam elementos de fixação ou discos de contração possibilitam uma desmontagem facilitada, sem a necessidade de utilização de dispositivos hidráulicos ou pneumáticos.

Retire os componentes e verifique se os itens sobressalentes estão desgastados. Sempre tenha em estoque os itens de desgaste, isto evita paradas inesperadas, agiliza a manutenção e reduz o tempo de máquina parada.

Quais Cuidados Tomar Durante a Montagem de Acoplamentos?

montagem-de-acoplamento-quais-cuidados-tomar

Depois de entender como fazer a montagem de acoplamentos, ainda precisamos reforçar alguns cuidados simples, mas que fazem toda a diferença. 

Confira quais são eles: 

  • jamais realize a montagem dos cubos por meio de golpes; 
  • certifique-se de que os equipamentos estão bem travados;
  • veja se é necessária a lubrificação;
  • siga, também, as instruções do fabricante. 

Para Que Servem os Acoplamentos Industriais?

Os cuidados com os equipamentos são absolutamente importantes. Isso porque os acoplamentos não só servem para unir o acionamento à aplicação, mas também para evitar várias situações de risco, entre elas:

  • excesso de vibração mecânica;
  • falhas nos equipamentos;
  • desgaste além do normal;
  • redução da vida útil das máquinas e dos seus componentes;
  • sobretorque;
  • entre outras. 

É por essas e por outras que, entender cada vez mais sobre acoplamentos, traz muitas vantagens para o seu trabalho e rendimento. 

Quais os Principais Tipos e Características dos Acoplamentos?

Já que saber tudo sobre definição, conceito, desmontagem e montagem de acoplamentos ajuda nos negócios, vamos ver quais são os tipos disponíveis? 

É possível encontrar acoplamentos rígidos, flexíveis e elásticos.

Veja quais as diferenças entre eles: 

Acoplamentos Rígidos

Unem os eixos como se fossem apenas um. 

Acoplamentos Flexíveis 

Esses modelos acomodam desalinhamentos e reduzem a vibração. Podem ser flexíveis em apenas uma ou mais direções. Exemplo: acoplamento de pneu (este também absorve choques), de engrenagem, de grade elástica, etc.

Acoplamentos Elásticos 

Como o próprio nome adianta, eles possuem uma estrutura elástica que oferece maior flexibilidade para ajustar torções e deslocamentos.

Como o próprio nome adianta, eles possuem uma estrutura elástica que oferece maior flexibilidade para ajustar torções e deslocamentos. 

Assim como o acoplamento de pneu, acomodam desalinhamentos, reduzem a vibração e absorvem choques.

Quais as Principais Causas para Quebra de um Acoplamento?

quais-as-principais-causas-para-quebra-de-um-acoplamento

Além da montagem e desmontagem de acoplamentos, também é válido saber quais são os principais motivos que causam as falhas. 

Separamos três situações muito comuns e que podem ser evitadas facilmente. 

Veja: 

Falta de Lubrificação 

A ausência de lubrificação, por vezes, acarreta falhas e problemas de desgaste acelerado em componentes que sofrem atrito durante o funcionamento do acoplamento.

Por isso, vale sempre conferir as indicações do fabricante e realizar os cuidados não só na instalação, mas periodicamente. 

Muitas vezes, é interessante optar por um acoplamento seco – isto é, sem lubrificação.

Desalinhamento entre Eixos

Outro fator que leva a quebra de um acoplamento é a falta de alinhamento do eixo e a utilização de um acoplamento adequado para cada situação.

Sabemos que muitas vezes não é possível realizar um alinhamento adequado, seja por falta de dispositivos de alinhamento, dificuldade de acesso para realizar o alinhamento ou até mesmo o tempo curto para colocar o equipamento em funcionamento evitando com que a planta ou a linha de produção permaneça parada.

Mas um bom momento para realizar o alinhamento é durante uma parada programada, mesmo com ferramentas insuficientes. 

Lembre-se: um alinhamento ruim é melhor do que não ter alinhamento.

Sobrecarga 

Sobrecargas são comuns nos processos produtivos, dentro da normalidade, não afetam os componentes do acionamento, porém, em casos extremos, podem danificar eixos, mancais, rolamentos e o próprio acionamento (motor/redutor). Em alguns casos, os acoplamentos tem a função de fusíveis, vindo a romper para proteger o motor e o redutor da sobrecarga.

Para evitar quaisquer tipos de problemas, vale aqui uma dica imprescindível: a manutenção industrial

Esse processo consiste na inspeção de peças, equipamentos, máquinas e avaliação sobre as produções. Quanto mais você souber do padrão da indústria, melhor. 

Afinal, a ideia é identificar desvios de performance e agir antes que qualquer problema maior apareça. 

Nesse processo, também é válido ter um histórico sobre cada maquinário e treinar todas as equipes corretamente. 

Conclusão

Os acoplamentos são peças-chave para a produção industrial, não importa de qual segmento ela seja. Isso porque os acoplamentos garantem a transmissão de torque entre acionamento e aplicação, além de acomodar desalinhamentos, reduzir a vibração e amortecer choques e picos de torque provenientes do processo.

Tudo isso sem falhas, vibração em excesso, sobrecarga e outros dilemas. 

Mas, vale sempre lembrar… Para que tudo funcione perfeitamente, é necessária uma montagem e desmontagem corretas, conforme demonstramos neste artigo.

Outro ponto é que os acoplamentos precisam ser inspecionados sempre que possível. Só assim é possível prever problemas e agir o quanto antes. 

Aproveite agora que você já sabe mais sobre o assunto em pauta e busque resultados muito melhores! 

Todas as dicas que passamos aqui podem te ajudar a aumentar o número de produções, a qualidade e, claro, a satisfação dos clientes. 

Então, comece a plantar outros bons frutos hoje mesmo! 

Conte com a Antares Acoplamentos! 

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.