8 Principais Elementos de Fixação e Sua Importância

17/03/2021
Acoplamentos
Lourenço Daudt

Pare um pouco e pense: quais peças e ferramentas são indispensáveis na indústria? Os elementos de fixação são alguns deles. 

Isso porque garantem o bom funcionamento dos maquinários e reduzem os custos com reparos, além de outros benefícios. 

Quer saber mais? 

Neste conteúdo, separamos sete ferramentas imprescindíveis para fixação. 

Continue a leitura e aproveite todas as informações! 

O Que São Elementos de Fixação?

Na indústria, para que máquinas e engrenagens funcionem adequadamente, é preciso unir peças. E é exatamente nesse ponto que entram os elementos de fixação.

Ou seja, o termo em questão significa objetos que fixam peças — estas, por sua vez, podem compor desde pequenos equipamentos a grandes sistemas mecânicos. 

Mas, afinal, quais são os tipos de elements de fixação e como é feita a aplicação de cada caso? 

Essas e outras respostas você descobre nos tópicos seguintes. 

Qual a Importância do Uso de Elementos de Fixação?

De nada adianta definir metas arrojadas e fechar grandes projetos, se não houver atenção aos detalhes, no chão de fábrica. 

Quando se garante elementos de fixação mecânica da melhor qualidade, fica muito mais fácil e rápido montar as máquinas. 

Além disso, fazer com que elas funcionem perfeitamente e gerem o alto volume de produções previsto. 

Outro benefício é a possibilidade de evitar vibração em excesso, sobrecargas, falta de lubrificação, sujidades e outros problemas comuns às máquinas industriais.

Quais os Tipos de Elementos de Fixação?

elementos-de-fixação-pinos

Agora que você já sabe o que são, é preciso, também, conhecer os modelos disponíveis no mercado. 

Já vale adiantar que existem elementos móveis e permanentes. 

Fora isso, há um grande leque de opções, dessa forma, não faltarão soluções para os seus projetos e equipamentos. 

Confira quais são os tipos de fixadores: 

Parafusos 

Os parafusos, sem dúvidas, são os elementos de fixação mais comuns. Afinal, até mesmo em ambiente caseiro, é possível encontrar esses objetos em vários móveis e equipamentos. 

Eles podem ser aplicados em madeiras, alvenarias, aços, entre outros materiais. Também devemos lembrar que os modelos se diferem entre corpo, rosca, diâmetro, cabeça, comprimento da parte roscada e resistência. 

Arruelas 

As arruelas, por sua vez, têm forma cilíndrica e com um furo central, por onde passa o parafuso.

Já a função delas é proteger a superfície de diversos equipamentos, evitar que a porca fique frouxa, distribuir a carga pelas superfícies das peças, evitar deformações nos componentes de máquinas, sistemas, etc. 

O material usado para fabricação das arruelas, na maioria das vezes, é o aço. 

Rebites 

Os rebites podem ser feitos de alumínio, cobre ou latão. Já o corpo deles é composto por uma cabeça e outra parte cilíndrica. 

Toda essa composição é ideal para fixar utensílios de alumínio e tantos outros tipos de materiais. 

Pinos 

Os pinos são outros tipos de elementos com formato cilíndrico. Eles podem unir duas ou mais peças, fora isso, também conseguem ajustar o alinhamento de furos. 

Você consegue encontrar pinos com ou sem cabeça, fixo com rosca, fixo contra pinos, cônicos e elásticos. 

Porcas 

Geralmente, as porcas são feitas de metal, já a forma pode ser cilíndrica ou prismática. Além disso, elas também possuem um furo ou, ainda, encaixe central para o parafuso. 

As variações contam com porca redonda com entalhes, porca redonda com furos radiais e porca redonda com dois furos perpendiculares. 

Junto aos parafusos, esses materiais podem fixar peças, aparelhos, máquinas e engrenagens infinitos. 

Cavilhas 

As cavilhas são outros elementos feitos de aço. A ponta externa tem entalhes, aliás, parte que define a modelagem. 

Especificamente, a utilização das cavilhas é para juntar peças ou máquinas não articuladas de modo igual. 

Além disso, saiba que as variações de cavilhas são determinadas em códigos: KS1, KS 2, KS 3, KS4 e assim por diante. 

Chavetas

As chavetas são elementos de transmissão e, também, de fixação mecânica. A função delas é fazer a ligação entre duas partes distintas. 

Você pode encontrar chavetas de cunha, de disco e paralelas. 

Contrapino ou Cupilha

Os contrapinos servem para evitar que parafusos ou porcas saiam do lugar. Já a forma desse material é muito parecida com um meio-cilindro. 

No dia a dia, ele também evita, por exemplo, que a vibração mecânica das máquinas seja muito alta e, consequentemente, comprometa o tempo de vida útil das engrenagens. 

Quais os Principais Elementos de Fixação Usados na Indústria?

Na indústria, os tipos de elementos de fixação mais comuns são os seguintes: 

  • pinos;
  • rebites;
  • chavetas;
  • parafusos;
  • porcas;
  • arruelas;
  • entre outros. 

Antes de fazer a escolha dos materiais necessários, só não se esqueça de avaliar a marca, o modo de fabricação e, claro, se o modelo é ideal para o seu projeto. 

Esses pequenos cuidados já fazem toda a diferença para o chão de fábrica. 

Onde Aplicar os Elementos de Fixação?

onde-aplicar-elementos-de-fixacao

Os elementos de fixação, sem dúvidas, têm uma vasta utilização na indústria. Basicamente, eles possibilitam a união entre anéis, eixos, furos e outras partes de muitos equipamentos e máquinas. 

Podemos citar os exemplos de bombas, motores, válvulas de alimentação, entre muitos outros casos. 

Poderíamos passar horas só citando os maquinários que necessitam desses elementos.

Independentemente da aplicação, lembre-se de sempre fazer a manutenção industrial. Ou seja, avalie se as peças estão bem ajustadas e, claro, se o volume e o resultado dos produtos está como o esperado. 

Muitas vezes, um pequeno desajuste pode indicar que, lá na frente, a produção terá grandes problemas. Aja antes que os pontos piores, claro. 

Conclusão

Neste conteúdo, mostramos alguns dos elementos de fixação mais comuns da indústria. 

Fora isso, também comentamos o quanto essas peças são fundamentais para o bom funcionamento e durabilidade dos maquinários e engrenagens. 

Mas, não se esqueça: a sua tarefa de inspecionar tudo também é essencial. Assim, crie processos e rotinas para realizar a manutenção industrial

Outra cautela é escolher e usar somente materiais de alta qualidade. Sobre isso, você, certamente, pode contar com os produtos da Antares Acoplamentos! 

Conheça agora mesmo o catálogo e tenha as melhores ferramentas para expandir os negócios! 

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.