Capacidade Produtiva: O Que É e Como Calcular na Sua Indústria?

11/04/2022
Feiras e eventos
Lourenço Daudt

No mercado profissional, muito se fala sobre desenvolvimento dos negócios e geração de lucros. Mas, para chegar a esses ótimos resultados, é necessário estar atento à capacidade produtiva da sua indústria. 

Se você ainda não sabe os detalhes a respeito desse assunto e como fazer o cálculo de produção, não se preocupe!

Neste conteúdo, vamos passar por todas as informações e processos envolvidos no poder produtivo. Continue a leitura e aproveite as sugestões!

O Que É Capacidade Produtiva?

Capacidade produtiva é o número de matérias-primas ou produtos que uma indústria consegue fazer, a partir de certa quantidade de bens, e em até um determinado tempo. 

Com isso, a conta sobre capacidade de produção terá os denominadores: quantidade de itens desenvolvidos e tempo transcorrido. 

Exemplo: em um dia, a indústria para a qual você trabalha faz 200 pneus. Então, ao final de uma semana (de segunda a sexta-feira, haverão 1.000 pneus). 

Mas, será que isso é bom ou ruim, como saber se essa é a capacidade máxima? 

Vamos descobrir nos próximos tópicos! 

Qual a Importância de Conhecer a Capacidade Produtiva?

Conhecer e dar a devida importância à capacidade de produção resolve muitas lacunas. 

Primeiramente, permite que o trabalho dos colaboradores se torne mais efetivo e rentável, mas sem desgastar ninguém. 

Além disso, ajuda a entender o que a empresa precisa fazer para aumentar os números de itens e matérias-primas desenvolvidas. 

Outra vantagem é o melhor aproveitamento das peças, máquinas e insumos. 

A soma de todos esses fatores, sem dúvidas, resulta no atingimento de metas, até mesmo daquelas mais agressivas e, consequentemente, de um crescimento veloz dos negócios.

Como Calcular e Quais São os Tipos de Capacidade Produtiva?

capacidade produtiva como calcular

A conta é mais simples do que se imagina. 

Sugerimos que você pegue o número total de produções de um dia, semana ou mês — o que preferir. 

Em seguida, confira quantos dos produtos realmente são vendidos com a máxima qualidade aos clientes.
Pronto, a diferença entre um dado e outro será justamente a capacidade de trabalho da sua indústria. 

Ainda usando o exemplo dos pneus: dos 1.000 por semana, são comercializados 800. Nesse caso, o índice de produtividade é de 80%. 

Também é válido saber que, dentro do mercado industrial, os profissionais adotam diferentes referências para determinar o poder produtivo

Descubra quais são esses fatores: 

Capacidade Produtiva Instalada

Leva em conta o limite máximo de produção. É possível, então, usar 24 horas como referência de tempo, mas sem considerar interrupções nem quantos produtos realmente saem com alta qualidade. 

Capacidade Produtiva Disponível

Serve para dizer com quantos números de produção, a indústria opera naquele exato momento. Os dados não consideram pausas, interrupções e produtos descartados.

Capacidade Produtiva Efetiva

Utiliza um tempo menor em comparação ao primeiro caso. Por exemplo, um turno de 12 horas.

Fora isso, essa referência também precisa considerar paradas previsíveis (pausas para descanso do trabalhador ou para limpeza e manutenção dos maquinários).

Capacidade Produtiva Realizada

O quarto e último cálculo leva em consideração os prejuízos e pausas propositais ou não durante o período de trabalho. 

Desse modo, é a uma fórmula mais realista, digamos assim.

O Que É Capacidade Máxima de Produção e Como Saber se a Empresa Opera na Capacidade Produtiva Máxima?

A capacidade máxima de produção trata-se de quantos produtos ou insumos a indústria consegue fazer em até um tempo determinado. 

para saber se a sua empresa alcança o teto de produção, é necessário pegar um dos cálculos que explicamos anteriormente. 

Vamos supor que você tenha escolhido o de capacidade produtiva realizada, ok? Nesse caso, a tarefa é conferir quantos produtos são feitos em até uma hora, por exemplo. 

Em seguida, multiplique pelo tempo total de turno e, depois, por um dia inteiro de trabalho. 

Além disso, considere os períodos de paradas planejadas e inesperadas. 

Quantos produtos totais você tirou dessa conta? Por fim, será necessário dividi-lo pela quantidade de unidades vendidas. 

O resultado é a máxima capacidade produtiva.  

Quais São os Fatores Que Influenciam a Capacidade Produtiva?

capacidade produtiva quais fatores influenciam

É claro que sempre dá para melhorar os resultados de qualquer indústria, mas desde que diretores e gestores saibam os fatores que influenciam na produtividade. 

Listamos as razões logo abaixo, dê só uma olhada! 

Processos e Produtividade da Equipe

Para começar, reavalie os processos usados no dia a dia do chão de fábrica. Quais são as lacunas que eles possuem? Ao resolver esse gap, já dá para aumentar a produtividade. 

Outro ponto extremamente importante é saber quais são as maiores dificuldades dos funcionários. 

Além de resolver essas questões, vale criar um plano de carreira mais bem elaborado e com bonificações de maior interesse.

Atualização das Máquinas e Equipamentos

Hoje em dia, a indústria 4.0 tem apresentado grandes inovações, como máquinas e equipamentos de alta tecnologia. 

Separe um tempo para conhecer as novidades e entender quais substituições já podem ser feitas na sua indústria! 

Manutenção dos Equipamentos

Nós não poderíamos deixar de falar sobre a manutenção industrial. Esse ponto parece óbvio, mas muitos donos de negócios acabam negligenciando essa parte. 

Não vá por esse caminho, até porque, altas capacidades produtivas só são possíveis com maquinários e peças de grande performance. 

Por isso, tenha sempre o inventário de todas as máquinas e equipamentos!

Treinamento da Equipe

Seja para manusear ou consertar equipamentos de forma correta, os funcionários precisam de um bom treinamento. 

Sendo assim, promova cursos e palestras para os funcionários que estão chegando, e não se esqueça de passar atualizações para aqueles com mais tempo de casa. 

Aquela velha frase de que “conhecimento nunca é demais” faz todo o sentido aqui. 

Conheça a Linha Completa de Engrenagens e Peças Industriais da Antares!

Como aumentar a capacidade produtiva de uma empresa?

Um bom controle da capacidade produtiva demanda um bom atendimento aos clientes, a fim de evitar desperdícios. 

Então, caso a sua empresa esteja com dificuldades em atender todos os pedidos, talvez seja preciso aumentar sua capacidade produtiva. Veja como abaixo.

Melhore os processos

Essa tarefa pode ser feita de modo simples, rápido e econômico. Identifique onde ocorrem gargalos na produção, quais processos ou layouts podem ser melhorados. 

Outra solução é implementar um programa de recompensas entre a equipe, com distribuição de benefícios e bônus para estimular a competição saudável entre os profissionais.

Caso tenha problemas para aplicar as mudanças, vale a pena contar com o auxílio de uma empresa especializada, por meio de consultorias ou um sistema de gestão de produção. 

Atualize as máquinas

Analise se está na hora de atualizar seu maquinário industrial. Versões mais recentes de determinados equipamentos conseguem produzir mais por um custo menor. 

O intuito aqui, é elevar a velocidade de produção, enquanto você consegue reduzir os gastos com produção e manutenção. 

Amplie os turnos de trabalho

Se a sua indústria não costuma operar por todo o dia e noite, considere adicionar um turno extra de trabalho. Assim, você reduzirá o tempo em que a produção fica parada, elevando a capacidade produtiva. 

Só lembre-se de comparar os custos com os possíveis resultados alcançados, a partir dessa nova medida. 

capacidade produtiva como aumentar

Expanda o negócio

Outra possibilidade de aumentar a produtividade é expandindo a operação; abra uma filial, contrate novos profissionais e compre mais equipamentos. Da mesma forma que na dica acima, compare os benefícios dessa medida com os custos reais de aplicar a mudança. 

Faça a manutenção dos equipamentos

Um maquinário parado representa um grande rombo na capacidade produtiva. Nesse sentido, é crucial atualizar o plano de manutenção dos equipamentos utilizados no processo industrial. 

Para isso, estudo os principais tipos de manutenção, e qual deles aplicar em cada máquina:

  • manutenção corretiva: quando um equipamento falha e é necessário restaurá-lo;
  • manutenção preditiva: técnica que visa identificar possíveis falhas nos equipamentos industriais, antes que elas ocorram. Assim, pode-se planejar os reparos adequados, sem afetar a produtividade;
  • manutenção preventiva: consertos realizados periodicamente, a fim de impedir que falhas ocorram no maquinário industrial;
  • manutenção produtiva total: busca aprimorar todos os aspectos de organização, comportamento e solução de problemas no meio industrial. Para isso, esse método se baseia em manter a:
    • eficácia total do maquinário;
    • manutenção autônoma;
    • uso de cronograma planejado para os reparos;
    • capacitação de todos os profissionais envolvidos;
    • gestão de todos os equipamentos;
    • eficiência administrativa;
    • gerenciamento preventivo;
    • manutenção de qualidade.

Se o seu negócio conseguir diminuir, ou mesmo eliminar, as paradas de manutenção, conseguirá aumentar bastante a capacidade produtiva. 

Capacite a equipe

Esse item está relacionado com o primeiro passo desse tópico. É importante treinar sua equipe de profissionais, para garantir que melhores resultados sejam alcançados. Uma ótima dica é aplicar uma cultura de empoderamento. 

Isso estimula que os funcionários resolvam problemas por conta própria e acelerem os processos diários.  

Por que planejar a capacidade produtiva de sua empresa? 

Agora que você já conhece o que é a capacidade produtiva e como calcular, vamos detalhar porque é tão importante planejá-la. 

Todo negócio deve planejar corretamente sua produção, preferencialmente com a ajuda de sistemas de gestão ERP.

Isso contribui para que as atividades industriais funcionem de maneira otimizada, além de integrar os processos fundamentais para a organização. 

Um bom exemplo disso é a integração com área comercial, que ajuda a visualizar com mais clareza as demandas da empresa. 

Já a integração com o setor de compras facilita a implementação de processos automatizados, garantindo que os materiais sejam comprados nas quantidades certas. 

Por outro lado, a integração com o setor de RH (Recursos Humanos), ajuda a analisar o número de profissionais adequados em cada processo industrial. 

Contudo, os cálculos para fazer isso estão cada vez mais sofisticados. Felizmente, a tecnologia evolui para simplificar as tarefas industriais e, portanto, é uma poderosa ferramenta operacional. 

Por isso, não deixe de implementar um bom ERP para te ajudar no planejamento da capacidade produtiva do seu empreendimento. 

Eles permitem que você tenha uma visão integrada de todos os processos, além de poder acompanhar em tempo real o desempenho de cada atividade. Assim, terá mais embasamento para as tomadas de decisões. 

Qual é o papel da manutenção de equipamentos na capacidade produtiva?

Mesmo que a manutenção seja um tema recorrente, é sempre bom lembrar que ela afeta diretamente a produção industrial. 

Gerenciar com eficiência a capacidade produtiva de uma empresa, envolve compreender as limitações dos equipamentos disponíveis, essenciais para realizar as operações industriais. 

Com um maquinário atualizado e um plano de manutenção bem estruturado, é possível reduzir as paradas nas operações para consertos. Desse modo, a equipe reserva suas habilidades para executar as tarefas que realmente importam para o negócio. 

Em suma, uma boa manutenção é capaz de aprimorar as habilidades dos colaboradores, melhorar o processo produtivo, elevar a eficácia da produtividade, reduzir os riscos relacionados com as demandas do mercado. 

Todos esses fatores, que partem da manutenção, contribuem para aumentar a capacidade produtiva e, assim, elevar o rendimento do seu negócio. 

Como a Antares pode te ajudar?

Uma das maiores fabricantes de peças industriais do Brasil, a Antares é referência em produtividade no ramo.

Sua vasta experiência no mercado lhe permitiu auxiliar inúmeras empresas a expandir e aprimorar seus processos. 

Um fato que comprova a qualidade de seus serviços, é a parceria de longa data com empreendimentos bastante exigentes da indústria, como os produtores de açúcar, papel e celulose, petróleo, equipamentos para mineração e outros.

Além disso, a Antares investe recursos para melhorar continuamente seus produtos. Com isso, oferece mais confiança e credibilidade para quem resolve fechar negócios com a empresa. 

Outro ponto que merece destaque é a Certificação ISO 9001, que a companhia possui desde 2004. Esse certificado atesta seu alto padrão de qualidade nas operações, gerenciamento e execução de seus processos. 

Assim, fica bem claro que a Antares é totalmente capacitada para te auxiliar na otimização do seu trabalho industrial.

Conclusão

Entender como funciona e adotar o cálculo de capacidade produtiva é imprescindível. 

Como vimos, o referencial pode te ajudar a resolver as lacunas no dia a dia da indústria, por exemplo, perdas de insumos e produtos mal desenvolvidos, tempo ocioso, entre outros fatores. 

Ao mesmo tempo, o conceito em pauta otimiza o trabalho dos colaboradores, assim, deixando as pessoas mais satisfeitas e dispostas a somar aos negócios. 

Para mais dicas como essas, continue aqui no blog da Antares Acoplamentos

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.