Lubrificantes Industriais: Como Não Errar na Sua Escolha?

31/03/2021
Acoplamentos
Lourenço Daudt

Não existe um chão de fábrica eficiente e que gere resultados a curto, médio e longo prazo sem a utilização de lubrificantes industriais.

Esse produto tem uma função bastante importante: garantir durabilidade, segurança e potencializar a produtividade dos processos operacionais.

É por isso que é necessária tanta atenção ao aplicar os lubrificantes industriais.

Sem um bom planejamento de manutenção, com um cronograma de lubrificação assertivo, sua empresa corre o risco de sofrer sérios prejuízos.

Para evitar esse cenário, criamos esse conteúdo. Afinal, você sabe como escolher os lubrificantes industriais mais adequados para o seu processo produtivo?

Nesse artigo, vamos explicar tudo sobre o assunto. Então, pronto para aprender mais? É só seguir a leitura para entender tudo acerca dos lubrificantes industriais!

Conheça a Linha Completa de Peças Industriais da Antares!

O Que São Lubrificantes Industriais?

O lubrificante industrial é uma substância que, quando aplicada entre duas superfícies, reduz o atrito entre elas, bem como as protege da sujeira, oxidação, contaminação e corrosão.

O produto é amplamente utilizado na indústria. Sendo que uma única máquina pode necessitar de diferentes tipos de lubrificantes industriais — cada um com uma peculiaridade.

Os lubrificantes industriais são compostos de fluidos que podem ser óleo solúvel mineral, sintético, semi-sintético, biodegradável ou protetivos.

Quais São as Funções de Um Lubrificante Industrial?

funcoes-dos-lubrificantes-industriais

A principal função de um lubrificante industrial é diminuir o atrito entre peças e superfícies.

Desse modo, evita o seu desgaste e impede que a eficiência do processo produtivo — independente de qual for — seja prejudicada.

Assim, o fluido lubrificante auxilia tanto na conservação da máquina, como em uma melhor qualidade operacional, minimizando desgastes e ainda contribuindo para que a máquina gaste menos energia.

Entre suas funções ainda, é possível citar:

  • Reduzir ruídos, vibrações e desgaste;
  • Evitar o micropitting em acoplamentos;
  • Limpar e potencializar o trabalho de engrenagens;
  • Refrigerar os materiais que compõe o processo produtivo;
  • Impedir contaminações, oxidação ou corrosão das peças e superfícies.

Qual a Importância da Lubrificação Industrial

O lubrificante industrial é essencial para prolongar a vida útil dos equipamentos e máquinas do chão de fábrica, bem como para garantir a eficiência do processo produtivo.

No entanto, muito além de seu papel operacional, o fluido lubrificante também assume outra posição na indústria:

A de elemento protetivo.

Graças às suas propriedades, o óleo lubrificante também protege peças e superfícies contra a degradação.

Entre os problemas que combate, podemos citar dois:

  • A oxidação, que compromete as propriedades mecânicas de uma peça;
  • A corrosão que prejudica a peça estruturalmente.

Qual a Composição de Um Lubrificante Industrial?

componentes-lubrificantes-industriais

O lubrificante industrial pode ter diferentes fórmulas, que têm diferentes objetivos mecânicos.

Porém, são sempre compostos de um óleo base (mineral, sintético ou misto) e de aditivos.

Esses aditivos têm a função de complementar a fórmula química, buscando agregar algumas propriedades extras no fluido lubrificante. São exemplos de aditivos:

  • Detergentes;
  • Antioxidantes;
  • Anticorrosivos;
  • Antiespumantes;
  • Extrema pressão (EP).

Quais São os Tipos de Lubrificantes Industriais?

Provavelmente você já se deparou com diferentes tipos de lubrificantes industriais ao procurar pelo produto, certo? É que eles são categorizados de acordo com o estado físico.

Isso mesmo: o que os diferencia é a “forma” em que chegam às mãos do consumidor. Confira as diferenças:

Líquidos

Os tipos mais populares, apresentados na forma líquida. Podem ser óleos minerais, aditivados ou óleos graxos (origem animal ou vegetal).

Pastosos ou Graxas

São lubrificantes que se diferem do óleo em si, normalmente utilizados em aplicações específicas, como em acoplamentos de motores de alta rotação.

Incluem-se graxas, sabão metálico, betuminosas, entre outros.

Sólidos

Um tipo de lubrificante mais raro, normalmente comercializado como talco, mica ou grafite.

Gasosos

Nesse caso, falamos de uma lubrificação mais específica, com utilização tanto de ar, como de nitrogênio.

Quais São os Lubrificantes Mais Utilizados?

Em geral, a utilização do lubrificante industrial vai depender da máquina que utiliza e do processo ao qual está inserido.

Existem óleos específicos que devem ser usados em certas situações, como o óleo de barramento por exemplo (em um torno mecânico).

Outro fator que deve ser analisado é a composição do fluido lubrificante. 

No caso de aplicação em acoplamentos, por exemplo, é preciso de óleos com as seguintes propriedades:

  • Alto ponto de fulgor;
  • Aditivo antioxidação;
  • Aditivo antidesgaste;
  • Alto índice de viscosidade;
  • Aditivo de extrema pressão.

Quais São os Principais Componentes de Máquinas Industriais que Necessitam de Lubrificação?

Vamos lá: é comum que partes móveis de uma máquina sempre necessitem de lubrificação industrial.

Elementos de transmissão são um exemplo que necessitam de lubrificação quase constante.

No entanto, algumas superfícies (especialmente se entrar em contato com as peças ou com os operadores) também podem necessitar.

Em geral, o próprio manual de instruções das máquinas informa os pontos de lubrificação, bem como indica o tipo de produto ideal e a frequência da ação.

Esse é um insight muito bom para compor suas estratégias de manutenção preditiva e preventiva, aliás!

Podemos citar, no entanto, algumas partes que com certeza necessitarão de lubrificação:

  • Correntes;
  • Engrenagens;
  • Eixos de todos os tipos;
  • Mancais de rolamentos;
  • Acoplamentos (exceto elásticos);
  • Pistões pneumáticos ou hidráulicos;
  • Ferramentas de corte ou de furação;

Entre muitos outros componentes!

Conheça a Linha Completa de Peças Industriais da Antares!

Conclusão

Neste conteúdo, passamos por cima de tudo que compõe o assunto lubrificação industrial.

Em qualquer contexto, sua fábrica deve sempre utilizar os fluidos lubrificantes para prolongar a vida útil das máquinas e conservá-las

Sem a lubrificação adequada, você corre o risco de sentir os efeitos no próprio bolso.

Por isso, preste bastante atenção ao tipo de lubrificante industrial que vai escolher.

Com esse conteúdo, esperamos que você possa se guiar na próxima vez que adquirir os produtos, sem desperdiçar dinheiro e contribuindo para um processo produtivo mais eficiente.

Ainda com dúvidas? Deixe um comentário aqui embaixo que logo responderemos!E para mais informações sobre gestão industrial, continue de olho no Blog da Antares Acoplamentos!

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.