O Que São Elementos de Transmissão e Quais os Principais?

26/03/2021
Acoplamentos
Lourenço Daudt

Quantos elementos de transmissão você consegue citar em poucos minutos? Essa pergunta parece simples, mas guarda um fato extremamente importante: quem conhece bem os mecanismos, consegue melhores resultados no chão de fábrica. 

Sim, isso mesmo. Afinal, quando você entende quais elementos há disponíveis, como funcionam e como cuidá-los, fica muito mais fácil otimizar as produções. 

Mas, se ainda desconhece tudo isso, não se preocupe! 

Neste conteúdo, vamos te mostrar o que é necessário ter em mente sobre equipamentos de transmissão mecânica. 

Aproveite! 

O Que São Elementos de Transmissão?

Os elementos de transmissão mecânica são peças e sistemas que geram potência e movimento a maquinários industriais garantindo seu funcionamento geral. Eles são os responsáveis por transmitir potência, torque e rotação entre os elementos de uma máquina.

É necessário frisar que todas as movimentações também seguem uma sincronia. Isso porque os elementos conseguem, ainda, corrigir desalinhamentos, vibrações, choques e afins. 

Conheça a Linha Completa de Acoplamento Flexíveis e Peças Industriais da Antares!

Quais São os Tipos de Elementos de Transmissão Mecânica?

Agora que você já sabe o que são os elementos de transmissão, descubra a lista dos principais: 

1. Acoplamentos

Os acoplamentos são peças que têm o objetivo unir dois elementos e, também, possibilitar a força de torque, ou seja, causar o movimento de rotação. 

Dentro dessa categoria de dispositivo, existem diferentes modelos, entre eles: 

  • de lâminas;
  • elásticos;
  • e de engrenagens. 

Uso principalmente em: compressores, elevadores de carga, aparelhos de produção de embalagens.

2. Motorredutores

Os motorredutores foram feitos para diminuir a velocidade de rotação das máquinas e, com isso, tornar a performance dos equipamentos mais alinhadas às necessidades de produção. 

Nesse caso, o motorredutor não se trata de uma peça, como os acoplamentos, mas de um sistema composto por eixos-sem-fim, rolamentos e motor elétrico

Uso principalmente em: guindastes, esteiras, elevadores. 

3. Redutores de Velocidade

Por sua vez, os redutores de velocidade são elementos de transmissão capazes de diminuir a velocidade de rotação, isso em acionadores. 

Já as peças que fazem parte do aparelho são muito variadas, entre elas: carcaça, coroa, eixo de entrada, eixo de saída, tampas, parafusos e muito mais. 

Outro ponto interessante é que os redutores podem usar diferentes fontes de energia, por exemplo: motor elétrico, turbina a vapor, motor hidráulico e motor de combustão interna. 

Uso principalmente em: transportadores, fornos rotativos, guinchos.  

4. Correias

tipos-de-elementos-de-transmissao

Contínuas ou com emendas, as correias cumprem o papel de transmitir o movimento de rotação para os eixos. 

Além disso, elas conseguem estabelecer e manter a sincronia entre os equipamentos. Sem isso, o desempenho e, consequentemente, o ritmo de produção podem ficar prejudicados. 

Você também pode encontrar variações de correias (transporte e transmissão). 

Uso principalmente em: misturadores, motores e hélices. 

5. Engrenagens

As engrenagens são peças feitas para compor o movimento entre eixos. Tudo de uma forma equilibrada. Também existem diferentes modelos de engrenagens: cônicos e helicoidais. 

Vale saber, ainda, que as engrenagens também são chamadas de rodas dentadas. 

Uso principalmente em: motores, máquinas de lavar roupa, caixas de marchas, etc. 

6. Cabos de Aços

Como o próprio termo já adianta, esses elementos de transmissão são utilizados para suportar altas cargas. 

Ou seja, são comumente encontrados em equipamentos e máquinas com tração intensa. 

Uma curiosidade é que, antigamente, os cabos eram feitos de ferro, mas houve a mudança para o material de aço mesmo. Isso porque o segundo representa maior resistência e durabilidade. 

Uso principalmente em: guindastes e aparelhos similares. 

7. Polias

Outras opções comuns para gerar o movimento e corrigir desalinhamentos, em equipamentos e máquinas industriais, são as polias. 

O formato delas, por sua vez, é circular e se encaixa perfeitamente nos eixos motores. 

8. Correntes

As correntes são feitas de materiais metálicos e possuem vários anéis ou elos. Objetivo delas é gerar força e movimento para os eixos, isso tanto no sentido horário como no anti-horário. 

Também dá para encontrar diferentes modelos de correntes, a aplicação varia conforme as necessidades da indústria. 

Uso principalmente em: produção de celulose e papel, mineração, cimento, siderurgia e mais. 

9. Eixos

Os eixos ficam acoplados entre motores e máquinas. Com essa disposição, é possível a geração de energia e potência entre os dois sistemas distintos. 

Uso principalmente em: nos mais diversos tipos de indústrias, assim como no caso anterior. 

10. Rolamentos

Os rolamentos são responsáveis pela geração de movimento dentro de engrenagens. Eles também têm a capacidade de reduzir atritos e tornar os movimentos muito mais fluídos. 

Fora isso, existem vários modelos de rolamentos, mas o mais usual é o fixo de rolamento de esferas. 

Uso principalmente em: indústrias, carros, máquinas de lavar e até em bicicletas. 

Qual a Importância dos Elementos de Transmissão para Indústria?

importancia-dos-elementos-de-transmissão

Os elementos de transmissão são responsáveis por gerar potência e movimento em equipamentos de máquinas industriais. 

Isso, por si só, já é uma vantagem enorme. Pois, pense, sem esse fator, não é possível que os aparelhos funcionem plenamente e, assim, mantenham os altos níveis de produção. 

Outro ponto crucial dessas peças e sistemas em questão é o ajuste de desalinhamentos, choques e vibrações — fatores que podem diminuir a vida útil dos maquinários. 

Como Manter a Qualidade dos Elementos de Transmissão Mecânica?

São dois pontos fundamentais para cuidar dos componentes de transmissão mecânica. 

O primeiro é a manutenção industrial, que analisa possíveis problemas, e já prevê o modo de solução. 

O outro é o uso de acoplamentos de qualidade, peças que vão na maioria dos equipamentos e máquinas da indústria. 

Conheça a Linha Completa de Acoplamento Flexíveis e Peças Industriais da Antares!

Conclusão

Agora, sim, você já conhece os elementos de transmissão, seus objetivos e algumas aplicações. 

Aproveite este tipo de conteúdo para avaliar melhor os equipamentos do seu trabalho e, sempre que possível, propor melhorias.

É claro que todo o esforço é válido para otimizar as produções!

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.