just-in-time

Just In Time: O Que É e Como Ele Pode Ajudar a Sua Indústria?

O just in time é uma metodologia que pode ajudar sua empresa a tornar os processos produtivos mais precisos, evitando que o estoque fique estagnado.

Contudo, para algumas empresas, o just in time é muito mais: trata-se de uma filosofia de gestão dos processos, que norteia toda cadeia produtiva do negócio.

Você anda tendo alguns problemas para organizar sua produção, alinhando a rotina operacional com as demandas provenientes do setor de vendas?

Então o just in time pode ser uma solução.

Neste conteúdo, vamos mergulhar fundo no assunto. 

E então preparado para conhecer mais sobre essa metodologia tão popular e tão eficiente, que pode transformar o seu chão de fábrica, reduzir custos e agilizar processos? 

Então siga a leitura!

Conheça a Linha Completa de Peças Industriais da Antares!

O Que É Just in Time? 

o-que-e-just-in-time

O Just In Time é uma metodologia de controle de produção e estoque, onde a empresa apenas compra insumos e matérias-primas dos fornecedores quando necessário.

Desse modo, é possível evitar o excesso de estoque, e que ele fique parado e gere altos custos de armazenamento.

A filosofia just in time é aplicada também como uma espécie de estratégia, que visa potencializar a eficiência produtiva, reduzindo a capacidade ociosa.

Assim, sua empresa produz aquilo que é necessário, quando for necessário e na quantidade necessária — nem mais, nem menos.

É claro que implementar a filosofia just in time não é simples: além de processos padronizados, você precisa de uma cadeia de suprimentos eficiente, robusta e ágil.

Just in Time Tradução

O termo just in time tem um significado bastante direto, especialmente em relação à sua tradução, que significa “no tempo certo”.

Faz uma relação direta com os princípios por trás da metodologia, que prega uma produção alinhada às demandas do mercado, sem excessos e evitando faltas.

Just in Time Significado

O significado de Just In Time é que a empresa apenas vai produzir algo que for necessário. Isso significa que, para muitas fábricas, a produção só será iniciada após o pedido ser feito e confirmado.

Assim, a empresa vai poder pedir os insumos necessários de forma exata, evitando acúmulo de estoque e organizando com mais calma os processos.

Quando Surgiu Just In Time?

O just in time teve origem no Japão.

Seu nascimento ainda é tema de debates, com alguns afirmando ser diretamente da fábrica da Toyota, logo após a Segunda Guerra Mundial.

O motivo por trás da metodologia tem relação com a condição do país no momento, em que os recursos eram escassos e era preciso criar um modelo para aproveitá-los ao máximo, potencializando sua capacidade produtiva.

Assim, após testes de alguns métodos, nasceu o just in time, também chamado de Toyota Production System (TPS).

Quais os Benefícios do Sistema Just In Time?

O just in time depende de uma produção 100% eficaz, isso você já entendeu, certo? Mas agora, e no dia a dia, como tamanho se traduz em benefícios para o negócio?

Explicamos abaixo, confira:

Otimização dos Processos

Esse modelo permite que os fabricantes mantenham a produção curta, possibilitando que mudem para novos produtos com rapidez e facilidade, se necessário.

Redução de Custos

Com a filosofia, uma fábrica também não precisa mais gastar grandes quantias de dinheiro em matérias-primas para a produção, porque ela só pede exatamente o que precisa, o que libera fluxo de caixa para outros usos.

Flexibilidade

Com o sistema just in time os gestores organizam com maior liberdade o dia a dia produtivo, alocando os profissionais nas tarefas com maior prioridade.

Qualidade

Com uma rotina mais centrada no produto da vez, é possível que os gestores foquem na padronização de cada processo produtivo.

Como a agilidade é um indicador-chave, o objetivo passa a ser tornar a jornada de produção o mais otimizada possível, com foco em uma entrega de qualidade.

Vale mencionar que o controle de qualidade é um dos pilares do método, sendo essencial para que toda engrenagem ágil funcione.

Por Que Utilizar o Just in Time?

A filosofia just in time pode ser determinante para o sucesso operacional do seu chão de fábrica, por isso, vale a pena implementá-lo na sua empresa.

O modelo permite que as fábricas reduzam suas despesas, sempre garantindo que as peças estejam disponíveis para fabricar seus produtos.

É algo que melhora o atendimento aos clientes (e ainda aumenta a possibilidade de personalização do produto como um diferencial pago), enquanto, ao mesmo tempo, reduz o custo dos negócios, evitando gastos com manutenção do estoque e desperdícios.

Como Implementar o Just in Time?

como-implementar-just-in-time

A implementação da metodologia just in time depende de alguns fatores, pois ela é bastante específica.

É preciso entender se a sua previsibilidade de demandas é realmente eficaz, bem como entender o tipo de produção (push ou pull) praticado.

Além disso, considere o seguinte:

Repense os Espaços

É necessário ter um novo olhar para o layout do seu chão de fábrica. O fluxo de processos deve ser a prioridade, pensando em uma melhor dinâmica do Planejamento e Controle da Produção.

Reorganize Seus Objetivos

O método afeta diretamente alguns pilares do planejamento estratégico do negócio, o que significa que alguns objetivos e metas devem ser repensados.

Por exemplo, a atração de clientes deve ser uma das prioridades — para que a produção se mantenha operante e sem necessidade de organizar um estoque.

Repense as Métricas e KPIs

O just in time é um modelo de gestão que também pode afetar os indicadores-chave de performance e produtividade do negócio.

Isso tem relação direta com os fornecedores: como você vai pedir os insumos na hora, talvez não consiga descontos expressivos.

Por isso, o ideal é repensar as métricas, substituindo essa citada por outra, como redução de custos de estoque, por exemplo.

Comunicação Clara e Treinamentos

A filosofia just in time não é conhecida assim por acaso: é preciso muito mais do que conhecer a sua teoria.

Por isso, é necessário tornar os processos de transição muito claros e detalhados. 

Nesse ponto, treinamentos são muito importantes para auxiliar na ambientação aos novos conceitos.

Exemplos de Empresas Que Utilizam Just In Time

Quais empresas continuam utilizando o just in time para organizar os processos e controlar o estoque? Citamos alguns grandes nomes:

  • Zara;
  • Tesla;
  • Apple;
  • Xiaomi;
  • Burger King.

O caso da Tesla é um interessante, visto que a empresa não é tão rica quanto outras fabricantes, mas controla toda sua cadeia de suprimentos.

Assim, fabricam apenas sob demanda e reduzem muito os custos de estoque (que no caso de automóveis, pode ser muito grande).

Conheça a Linha Completa de Peças Industriais da Antares!

Conclusão

O just in time pode ser a solução para organizar a cadeia produtiva da sua empresa.

Com essa filosofia no chão de fábrica, sua organização não perde tempo nenhum e a gestão se torna mais enxuta, focada em eficiência.

Se bem-sucedido, sua empresa pode ter um enorme diferencial competitivo diante dos concorrentes.

Mas sua implementação depende da mudança de alguns processos dentro do negócio. Por isso, é uma metodologia que deve ser bem avaliada.

E todos esses pontos você pôde ver aqui, em nosso conteúdo sobre just in time.

Gostou do que leu? Então continue de olho no Blog da Antares Acoplamentos para aprender mais sobre as melhores práticas de gestão industrial!

Sobre o autor:

Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email

Deixe uma resposta

Bem vindo
ao Blog Antares

Com sede em Caxias do Sul (RS), a Antares é um dos mais importantes fabricantes de acoplamentos no Brasil. Aqui você verá novidades da empresa e tendências no setor de Acoplamentos Flexíveis.

Cadastre-se para receber novidades do Blog Antares:

Leia também:

Fechar Menu