Freio Pneumático: Como Funciona e Quais As Suas Vantagens?

29/12/2020
Acoplamentos
Lourenço Daudt

Afinal, o que é freio pneumático? Se você já ouviu esse termo e sempre se perguntou qual a função dele, chegou a hora de descobrir!

Reunimos todas as informações sobre o assunto neste conteúdo. Assim, você vai passar pelos seguintes tópicos: 

  • o que é?
  • como funciona?
  • quais são os elementos do sistema pneumático?
  • quais são as vantagens de usar um sistema pneumático?
  • quais são as aplicações?
  • quais são os problemas mais comuns?
  • conclusão.

Todas essas explicações, sem dúvidas, farão a diferença no seu dia a dia de trabalho e, claro, na sua bagagem profissional. 

Continue a leitura e aproveite as dicas sobre sistema pneumático! 

O Que É Freio Pneumático?

O freio pneumático nada mais é do que um sistema usado para interromper o movimento em máquinas industriais ou em veículos pesados. 

Uma curiosidade é que a palavra “pneumático”, segundo o dicionário, é relativa a ar ou a gases. 

O que já é possível adiantar, então? Isso mesmo… Esse tipo de freio funciona com o auxílio de ar. Vamos entender melhor essa parte no próximo tópico. 

Como Funciona o Freio Pneumático?

Agora que você já sabe o que é freio pneumático, vamos mostrar como ele funciona. 

No sistema, o freio sofre a ação de ar comprimido. Em seguida, há a possibilidade de diminuir ou parar totalmente a velocidade por meio das válvulas. 

Na verdade, todo freio utiliza dois mecanismos: um para acionamento e outro para liberação do movimento. Geralmente, os freios são acionados por molas e liberados por um dos seguintes meios: pneumático (assunto deste artigo), hidráulico, eletromagnético, eletrohidráulico ou manualmente; ou acionados por um destes meios e liberados por mola.

Leia também: Redutor de Velocidade: O que é, Como Funciona, Tipos

Quais São Os Elementos do Sistema Pneumático?

quais-os-elementos-do-sistema-pneumatico

Para o excelente funcionamento do freio pneumático, são necessárias outras peças, além das válvulas. 

Veja quais são os outros componentes:

  • freio a disco;
  • conexão; 
  • reservatório;
  • tubo de freio;
  • cilindro mestre;
  • alavanca de freio;
  • cabo de freio;
  • válvula equalizadora;
  • freio a tambor.  

Quais As Vantagens de Usar Um Sistema Pneumático?

Não tenha dúvidas: buscar e aplicar novas soluções faz toda a diferença para os seus negócios. 

Sistemas robustos e de qualidade, por exemplo, garantem o bom funcionamento e aumento da vida útil dos maquinários. 

É isso o que acontece com o uso dos freios pneumáticos. 

As peças funcionam em máquinas pesadas de diferentes diâmetros. Além disso, permitem uma redução de movimento branda, o que evita danos aos equipamentos e aos produtos. 

Consequentemente, tem-se o excelente número de produções e, também, a satisfação dos clientes. 

Mais um ponto positivo é que os freios pneumáticos não precisam de grandes espaços para a instalação.

Garanta um dia a dia com menos manutenções e sem reparos às máquinas! 

Leia também: Contra Recuo: O Que É, Para que Serve, Vantagens e Como Comprar?

Quais São As Aplicações do Freio Pneumático?

Como dissemos anteriormente, o sistema pneumático é de extrema importância para veículos pesados e, claro, para maquinários industriais. 

Veja mais detalhes de algumas aplicações que separamos: 

Em Caminhões

aplicacoes-do-freio-pneumatico-em-caminhoes

Nesses tipos de veículos, o freio pneumático permite o controle ou parada total de movimento com baixo esforço. 

Ou seja, o motorista só precisa fazer o toque no pedal, então, o ar comprimido garante o funcionamento brando e, ao mesmo tempo, 100% seguro. 

Vale ressaltar que o freio pneumático para caminhões é, geralmente, com tambor de freio interno – muitas vezes pela questão de custo. Uma curiosidade é que é por isto que alguns caminhões correm o risco de “perder o freio” em descidas de serras, por exemplo: porque, com o acionamento frequente, a roda – externa ao tambor – expande até que não haja mais contato entre o freio e a superfície de frenagem, o que ocasiona a “perda de freio”.

Em Máquinas de Fabricação de Produtos em Papelão

Outro exemplo de utilização do freio pneumático é em máquinas que fazem produtos de papelão. 

Nesse caso, é possível ter um controle maior dos movimentos, além de mais flexibilidade para ajustes. 

Em Correias Transportadoras Para Mineração

Correias transportadoras inclinadas, muitas vezes utilizadas em minas, têm a necessidade do uso de freios para prevenir a rotação reversa da máquina.

Ou seja, é um item crítico para a segurança dos trabalhadores, da planta e, inclusive, do material transportado. A imagem abaixo mostra o freio (amarelo) no disco de freio de uma correia transportadora.

Leia também: Saiba tudo sobre Acoplamentos para alta e para baixa rotação

Quais São os Problemas Mais Comuns do Freio Pneumático?

problemas-mais-comuns-do-freio-pneumatico

É claro que também é importante saber quais são as complicações que os sistemas pneumáticos podem apresentar. 

Assim, você saberá melhor como fazer a prevenção das falhas e, ainda que aconteçam, saberá como resolver tudo. 

Confira quais são os problemas mais recorrentes: 

  • vazamento nas válvulas;
  • contaminação do óleo;
  • falhas nos cilindros;
  • entupimento do cano de saída das válvulas;
  • desgastes dos anéis dos cilindros;
  • entre outros. 

Nunca é demais lembrar que a avaliação dos maquinários precisa ser frequente. Por isso, esteja sempre atento aos números e às formas de produção. 

Algum ponto está abaixo do esperado? Muitas vezes, a explicação está no estado dos equipamentos. 

Por isso, também é importante avaliar as máquinas diretamente. Uma inspeção eficiente evita problemas, sejam eles comuns ou raros e, consequentemente, descarta prejuízos. 

Conclusão

Neste conteúdo, você viu que o freio pneumático é um elemento que induz o controle ou parada total de movimentos, isso em máquinas industriais ou, ainda, em veículos pesados. 

O acionamento se dá por mola, e a liberação se dá por ar comprimido. Esse modo de atuação é fundamental para garantir pausas brandas em aparelhos de indústria. 

Assim, também é possível evitar danos às próprias máquinas e aos produtos. 

Mas, para aproveitar essas vantagens, só não se esqueça de sempre fazer a inspeção e manutenção do sistema pneumático. Afinal, esse cuidado evita danos parciais ou permanentes às máquinas e, consequentemente, prejuízos para a indústria. 

Então, as suas dúvidas sobre freio pneumático foram respondidas? 

Se você tiver mais algum questionamento, não hesite em deixar aqui nos comentários. Logo responderemos com todo prazer. 

Além disso, vale lembrar que, no blog da Antares Acoplamentos, há muitos outros conteúdos sobre os negócios e sucesso para as indústrias. 

Não deixe de aproveitar e, dessa forma, sair na frente da concorrência!

Você sabe quais são as funções e aplicações dos rolamentos? Confira a resposta para essa pergunta no nosso conteúdo exclusivo!

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.