Acoplamentos para motores: quais os tipos e como usá-los

08/09/2021
Acoplamentos
Lourenço Daudt

De forma geral, os acoplamentos para motores se configuram como um conjunto mecânico empregado na transmissão de rotação através da união de dois eixos.

No entanto, você sabe quais são os tipos de acoplamentos para motores que existem? Desde o tipo de acoplamentos elásticos até os acoplamentos magnéticos, são muitas opções.

Os acoplamentos para motores são industriais e podem ser usados para diversos fins dentro da indústria, sendo aplicados em equipamentos como, por exemplo, transportadores, elevadores e extrusoras.

Sendo assim, nesse artigo, vamos falar não só sobre os tipos de acoplamentos existentes, mais também sobre as aplicações dos acoplamentos para motores e, ainda, a importância de escolher um bom acoplamento para a indústria. Boa leitura!

Acoplamentos industriais: o que são e quais as suas funções?

O que são acoplamentos para motores e quando utilizá-los?

Em primeiro lugar, vamos entender o que são acoplamentos para motores. O acoplamento para motor nada mais é do que aquele acoplamento que é utilizado na ligação de eixos rotativos.

Sua função é corrigir desalinhamentos que são, no geral, inevitáveis, tanto em sentidos radiais como angulares e axiais. 

Por ter grades elásticas em aço liga, no geral, esse tipo de acoplamento absorve bem choques e vibrações provenientes das máquinas acionadas ou acionadores. 

Além disso, o fato de ser blindado também gera grande resistência a substâncias abrasivas e pode ser operado a temperaturas maiores.

Quais os principais tipos de acoplamentos?

acoplamentos para motores tipos

Existem diversos tipos de acoplamentos para motores, de forma geral, que são as opções de acoplamentos industriais existentes no mercado. Entre eles, estão:

  • Flexíveis;
  • Precisão;
  • Rígidos ou fixos;
  • Lâminas;
  • Engrenagens;
  • Hidráulicos;
  • Magnéticos.

Vamos conhecer um pouco sobre cada um desses tipso de acoplamentos industriais.

Flexíveis

Os acoplamentos flexíveis tem a função de conectar dois eixos, de forma ajustável, oferecendo a acomodação dos desalinhamentos.

O acoplamento flexível consegue fazer sua movimentação através de transferência, com autorização de rotação entre os eixos e um gás contínuo ou vedação de fluido entre tubos,. Dessa forma, promove um grau de desalinhamento axial.

Existem acoplamentos flexíveis elásticos e não elásticos. Os primeiros, por sua vez, são apropriados para transmitir rotação, movimento de torção e amortecer picos de cargas.

Já os acoplamentos são elásticos são rígidos e, ao mesmo tempo, capazes de suportar determinados desalinhamentos.

Precisão

Os acoplamentos de precisão servem para transmitir rotação entre dois eixos. Eles  possuem um tempo de vida útil mais alto em relação à temperatura, sobrecargas e vibrações. Isso acontece porque são fabricados de acordo com a sua aplicação.

Por essa razão, os acoplamentos de precisão são usados em situações que se precisar ter maior resistência em relação às vibrações, temperatura e sobrecarga. Outra situação em que ele pode ser usado é quando o elastômero apresenta falhas.

Rígidos ou fixos

Os acoplamentos rígidos podem ser usados quando os eixos estão alinhados. Como são rígidos, eles não são capazes de absorver choques, vibrações e desalinhamentos. 

O diferencial desse tipo é que os acoplamentos rígidos garantem o sincronismo entre os eixos. Alguns deles, inclusive, conseguem suportar cargas radiais altíssimas. 

Lâminas

Os acoplamentos do tipo lâminas servem para acomodar desalinhamentos angulares, paralelos e axiais. Seu torque é transmitido por meio de discos finos, sendo tensionados e comprimidos durante a operação.

Eles também possuem mais resistência em relação aos choques mecânicos e maior resistência a variações de temperaturas, podendo atuar em ambientes extremos e agressivos aos elastômeros.

Engrenagens

Os acoplamentos de engrenagens são utilizados para transmissão de grandes torques por meio de cubos com dentes. Costumam ser aplicados na saída de redutores e motoredutores.

Esses acoplamentos também são responsáveis pela regulação de certos desalinhamentos, considerados desalinhamentos inevitáveis. Eles costumam ser constituídos por uma metade que é rígida e por outra que é flexível.

Hidráulicos

Os acoplamentos hidráulicos são constituídos por duas hélices, sendo uma no eixo motriz e outra no eixo movido. Eles costumam ser compostos por materiais como aço, bronze e até cobre.

A função desse tipo de acoplamento é  funcionar como um sistema de bomba-turbina. Dessa forma, desempenham um papel mais eficiente para evitar vazamentos e escoamentos de fluidos durante o processo, por exemplo.

Magnéticos

Por fim, também existem os acoplamentos para motores magnéticos. Eles agem com a transmissão do torque que acontece através do ar, por meio do campo magnético formado entre os eixos, sem a necessidade de contato físico.

Como as forças magnéticas tanto atraem como também repelem, essa força realiza um trabalho, podendo a ação ser linear como rotativa.

Saiba onde os acoplamentos podem ser aplicados

acoplamentos para motores onde podem ser aplicados

Os acoplamentos de motores servem como um tipo de conector junto a servos motores ou motores de passo, que, por sua vez, oferecem melhor eficiência à máquina. 

Sendo assim, os acoplamentos para motores podem ter diversos usos enquanto soluções no maquinário industrial. 

Eles podem ser aplicados em diversos tipos de setores, como, por exemplo, petroquímico, alimentício, metalúrgico, agronegócio, siderúrgico e de mineração, por exemplo.

Além disso, dentro desses segmentos, esses acoplamentos podem ser aplicados no funcionamento de equipamentos como embaladoras, bombas, agitadores, transportadores, elevadores, extrusoras, compressores, ventiladores e reatores.

Qual a importância de escolher um bom acoplamento para motor?

Acoplamentos para motores se configuram como peças fundamentais para o bom funcionamento de uma indústria. 

São bons acoplamentos industriais que garantem, por exemplo, um maior tempo de vida para os redutores, motoredutores e máquinas acionadas durante o processo.

É a partir deles que será possível obter melhores resultados e maior eficiência, o que promove maior produtividade da empresa como um todo.

Vale ressaltar, por fim, que cada tipo de acoplamento é indicado para diferentes motores. Sendo assim,  deve ser escolhido de acordo com as rotações, tamanho e medidas dos eixos.

Tipos de acoplamentos: saiba como e onde utilizá-los da melhor forma

Conclusão

Como podemos ver nesse artigo, os acoplamentos para motores são aparelhos que fazem a conexão ou interação dos sistemas maquinários. São diversos tipos com diferentes aplicações dentro da indústria.

E como escolher um bom acoplamento faz toda a diferença para a durabilidade do maquinário e produtividade da empresa, escolher uma empresa referência para acoplamentos é muito importante!

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.