Lubrificação de acoplamentos: como fazer da forma correta?

15/11/2021
Acoplamentos
Lourenço Daudt

Acoplamentos são mais do que peças importantes para o maquinário industrial; são peças essenciais. Sem elas, os equipamentos ficariam sem um ponto de conexão e transmissão mecânica, perdendo todo o seu poder de acionamento. 

Quando funcionam bem, os acoplamentos podem passar despercebidos no dia a dia da produção; porém, quando funcionam mal, toda uma cadeia produtiva precisa ser interrompida, o que compromete muito a produtividade e a lucratividade da operação.

E, nessa equação, a lubrificação de acoplamentos é um elemento essencial. Afinal, por mais rigorosos que sejam os padrões de instalação, o alinhamento nunca é totalmente perfeito. 

Por isso, neste artigo, vamos falar um pouco sobre lubrificação de acoplamentos, a sua verdadeira importância e quais métodos aplicar para garantir um funcionamento mais adequado. Faça uma boa leitura! 

Leia também: Acoplamento de pneu: o que é e como escolher o melhor? [PASSOS].

O que significa a lubrificação de acoplamentos?

lubrificação de acoplamentos o que significa

A lubrificação de acoplamentos nada mais é do que o processo de facilitar o movimento das partes móveis de um sistema por meio de substâncias químicas, como as graxas e os líquidos lubrificantes. 

Esse é um cuidado que garante o funcionamento ideal desses elementos, evitando desgastes prematuros, avarias, sobrecargas e diversos outros tipos de danos. 

Apesar de essenciais, o uso de lubrificantes também inspira cuidados. É preciso utilizar os produtos certos para cada tipo de acoplamento, do contrário, os lubrificantes também podem causar danos às peças com as quais entra em contato.  

A importância da lubrificação de acoplamentos

Acoplamentos são peças bastante complexas, com muitas partes móveis e que, ainda mais importante, são responsáveis pelo bom funcionamento de máquinas muito maiores. Por isso, o seu bom funcionamento é tão importante para a manter o equilíbrio da cadeia produtiva. 

Mesmo parecendo equipamentos pequenos, os acoplamentos desempenham um grande papel na produtividade da indústria. 

Sendo assim, a lubrificação correta é um dos passos mais importantes para preservar o funcionamento adequado dos acoplamentos e, consequentemente, de todas as máquinas e dispositivos aos quais ele faz parte. 

Como explicamos acima, o alinhamento perfeito entre máquinas e acoplamentos é impossível, mesmo ao se seguir os protocolos de instalação mais rigorosos. O papel da lubrificação é, portanto, prolongar a vida útil destes equipamentos e promover um funcionamento mais produtivo. 

O que pode acontecer com o acoplamento  com a  falta de lubrificação?

Sem a lubrificação adequada, o acoplamento pode funcionar sob condições menos que ideais, causando diversos problemas. Alguns deles são: 

  • Trepidação excessiva;
  • Desalinhamento severos; 
  • Desgaste precoce de componentes;
  • Sobrecarga.

Além disso, a falta de lubrificação pode acarretar problemas como o superaquecimento do acoplamento, o que compromete não apenas o seu funcionamento, mas também as performance dos demais maquinários. 

Um acoplamento que funciona com lubrificação inadequada também é mais ruidoso e, com o tempo, pode sofrer com um problema chamado de micropitting, que ocorre quando as faces de metal entram em contato causando ranhuras na superfície. 

Em longo prazo, o micropitting, pode causar quebras no componente, forçando a parada não programada e, consequentemente, a perda de produtividade. 

lubrificação de acoplamentos beneficios

Benefícios de uma boa lubrificação de acoplamentos

Um acoplamento bem lubrificado tem a sua vida útil aumentada, absorve choques e fricções com mais eficiência, além de compensar desalinhamentos de maneira mais satisfatória. Além disso, a lubrificação também é capaz de diminuir desgastes e vibrações, economizar energia no funcionamento do maquinário, dentre muitas outras vantagens. 

A lubrificação inadequada, por outro lado, pode causar fissuras na superfície do metal, acarretando a paralisação dos equipamentos e a consequente perda de produtividade. 

Como deve ser a lubrificação de acoplamentos?

A melhor abordagem de lubrificação vai variar de acordo com o tipo de acoplamento. Acoplamentos flexíveis, por exemplo, podem ser lubrificados com graxas ou fluidos. 

Esses tipos de acoplamentos requerem uma proteção extra para movimentos de baixa amplitude, com tendências de movimento de deslizamento, em vez de rolagem. Por isso, quase sempre as graxas são os lubrificantes mais utilizados em acoplamentos flexíveis. 

Enquanto isso, para os acoplamentos de fluido, por exemplo, são necessários lubrificantes resistentes à altas temperaturas, com boa resistência também à fricção. Por este motivo, são usados fluidos de baixa viscosidade, que são utilizados para que a perda de energia seja minimizada. 

No geral, os processos de lubrificação precisam seguir um cronograma rígido, a fim de evitar a contaminação e a perda de viscosidade do lubrificante. 

O que usar para lubrificar acoplamentos?

A lubrificação de acoplamentos deve ser feita com um produto de qualidade, que obedeça aos padrões estabelecidos pelo mercado. Ao escolher um bom lubrificante, é importante atentar-se para os seguintes aspectos: 

  • Alto ponto de gota: essa característica comunica que o fluido tem uma boa estabilidade térmica, ou seja, não perde a viscosidade, mesmo com as altas temperaturas. 
  • Pressão extrema: ela garante que o filme de lubrificação não irá se romper, mesmo quando submetido a cargas maiores. Isso evita o desgaste mecânico. 
  • Proteção antidesgaste: sua função é proteger o sistema contra a deterioração precoce. 
  • Resistência à oxidação: essa característica retarda a oxidação do fluido e permite que ele possa ser usado por mais tempo, sem a necessidade de troca.

Leia também: Acoplamentos de eixo: o que é e como funciona? 

Conclusão

Qualquer um que trabalhe em chão de fábrica, ou com maquinários industriais, sabe bem da importância dos acoplamentos para a produtividade dos mais diferentes setores. Neste sentido, a lubrificação é um dos cuidados de manutenção preditiva e preventiva mais importantes. 

Neste artigo, falamos um pouco sobre o que pode acontecer caso um acoplamento não seja lubrificado corretamente – como a trepidação excessiva, os desalinhamentos,  desgastes precoces de componentes e sobrecarga do aparelho.

Além disso, também falamos sobre os benefícios de uma boa rotina de lubrificação e, além disso, explicamos quais os tipos de lubrificantes que podem ser usados em determinados tipos de acoplamentos. 

Esperamos que estas dicas possam ter sido úteis para você e para a sua empresa! 

A Antares Acoplamentos é uma empresa pioneira na produção de acoplamentos industriais. Nós prezamos pela qualidade nos processos de fabricação, aplicando sempre os as melhores tecnologias disponíveis no mercado. 

 

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.