Antares - Imagens Blog (2)

Acoplamentos diminuem danos gerados por sobrecargas e picos de torque

Quer descobrir por que os acoplamentos diminuem danos?

Desafios frequentemente enfrentados pelo setor produtivo, as sobrecargas e os picos de torque podem provocar danos expressivos nas operações industriais. Esse problema costuma ser gerado por diversos fatores, como queda de energia, variações indesejadas no processo de fabricação, partida do equipamento com carga ou falha de um dos componentes do sistema.

As sobrecargas e os picos de torque afetam diretamente o funcionamento dos maquinários industriais, resultando, em casos extremos,   até mesmo na quebra de componentes do sistema. Empenamento e ruptura de eixos, danos no redutor e avaria nos rolamentos/mancais são algumas das principais falhas ocasionadas por esses imprevistos.

Acoplamento H – mesa alimentadora sucroenergia

Os acoplamentos diminuem danos causados por sobrecargas e picos de torque. Na maioria das vezes, esse componente é formado por cubos que fazem a ligação dos eixos com o acoplamento, por elementos elásticos/flexíveis que são responsáveis pela absorção de choques e pancadas e ainda por acessórios (parafusos, arruelas, tampas de proteção).

No caso dos acoplamentos flexíveis e elásticos, as sobrecargas e os picos de torque são amenizados por meio de compressão, cisalhamento e flexão do elemento. Já nos casos dos acoplamentos de engrenagem, a tarefa é realizada através do deslizamento de componentes de encaixe.

Riscos devem ser evitados

Nem todos os picos de torque e sobrecargas são inesperados, alguns deles podem ser previstos. Nesses casos, os componentes do sistema precisam estar dimensionados para essa situação, o que nem sempre ocorre.

Algumas aplicações são consideradas mais suscetíveis ao surgimento de picos de torque e sobrecargas. Trituradores e picadores que processam materiais de diferentes durezas, por exemplo, são máquinas que devem possuir sistemas de segurança que atenuem estas solicitações.

O ideal é que todas as aplicações estejam projetadas para esse tipo de imprevisto. Quedas de energia e falhas inesperadas podem ocorrem em praticamente qualquer maquinário. Manter os equipamentos sempre protegidos garante maior eficiência e produtividade.

Antares oferece soluções

Referência em soluções completas na área de transmissão industrial, a Antares possui uma ampla gama de acoplamentos. Para aplicações em que possam ocorrer picos de torque e sobrecargas, o modelo mais indicado é o AT (pneu).

Esse componente possui alta resistência em situações extremas, garantindo a transmissão de torque ao mesmo tempo que ameniza e protege o acionamento de flutuações de torque indesejadas. Em alguns casos, o próprio acoplamento funciona como um fusível mecânico, com o  rompimento di centro flexível e, consequentemente, protegendo o acionamento (motor/redutor).

Em aplicações onde esta situação não é desejada, a Antares oferece ainda a possibilidade da montagem do acoplamento AT + limitador de torque. Nesse cenário, as sobrecargas de transmissão são dissipadas pelo limitador de torque, que pode ser calibrado para desacoplar acima de um determinado valor. Após a condição de carga nominal ser reestabelecida, o limitador acopla automaticamente e a transmissão de torque volta a ocorrer.  

por Leopoldo H. da Costa / Engenheiro de Desenvolvimento de Produto.

Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email

Deixe uma resposta

Bem vindo
ao Blog Antares

Com sede em Caxias do Sul (RS), a Antares é um dos mais importantes fabricantes de acoplamentos no Brasil. Aqui você verá novidades da empresa e tendências no setor de Acoplamentos Flexíveis.

Cadastre-se para receber novidades do Blog Antares:

Leia também:

Fechar Menu