Acidentes de Trabalho: Como Evitar Acidentes na Sua Indústria?

12/04/2021
Acoplamentos
Lourenço Daudt

Prevenir que acidentes de trabalho aconteçam na indústria é, de longe, uma das principais prioridades. Afinal, o segmento ainda precisa evoluir no assunto.

Dados de 2018 do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT), dão cabo da situação da última década:

Foram cerca de um acidente de trabalho no Brasil a cada 48 segundos.

No entanto, garantir a segurança no ambiente operacional e evitar acidentes de trabalho na indústria é um verdadeiro desafio.

Antes de criar uma estratégia, é necessário que você entenda bem do que se trata o assunto.

Pense bem, você sabe o que é um acidente de trabalho, seus tipos e quais os direitos dos trabalhadores?

É o que vamos te explicar neste conteúdo. Continue a leitura para aprender mais!

Conheça a Linha Completa de Peças Industriais da Antares!

O Que É Acidente de Trabalho?

o-que-sao-acidentes-de-trabalho

Legalmente, acidentes de trabalho são ocorrências imprevistas que acontecem aos colaboradores de uma organização, enquanto estes estão prestando qualquer tipo de serviço à mesma.

Vale ressaltar que são considerados outros fatores além da empresa, como o empregador doméstico e segurados especiais.

Conceito de Acidente de Trabalho

A definição de acidente de trabalho segundo a Lei 8.213/91, em seu artigo 19, diz que a ocorrência deve provocar ou uma lesão corporal ou perturbação funcional do segurado.

Ou seja, para ser considerado um acidente de trabalho, é necessário que a pessoa apresente perda ou redução, tanto permanente como temporária, da capacidade para o trabalho.

É claro, situações de morte também se incluem nesse escopo.

Acidentes de Trabalho no Brasil

Os acidentes de trabalho no Brasil apresentam dados ainda alarmantes, mas com certa queda nos últimos anos.

De acordo com levantamento do Ministério da Fazenda em 2017, o número de ocorrências caiu 6,2%.

No entanto, conforme o estudo que mencionamos anteriormente do Observatório Digital, foram observados 800 mil acidentes de trabalho no Brasil em 2018.

Quais os Tipos de Acidente de Trabalho?

Você sabia que nem todo acidente de trabalho é considerado o mesmo? Há diferentes categorias para as ocorrências e entender suas diferenças é essencial para qualquer gestor da indústria. Confira!

Acidente Típico

O acidente de trabalho típico é o mais comum de acontecer: dentro do local de trabalho ou enquanto o profissional realiza sua função, em seu horário.

Acidente Atípico

As doenças de trabalho atípicas estão relacionadas à doenças ocupacionais desenvolvidas pela relação do profissional com sua atividade.

Possuem evolução lenta e progressiva e têm origem nas condições de trabalho.

Doenças profissionais, típicas da profissão, como ferimentos de queimadura à soldadores.

Acidente de Trajeto

Os acidentes de trabalho de trajeto eram aqueles que aconteciam quando o profissional estava indo da sua residência para o local de trabalho, ou saindo do local de trabalho e voltando à sua residência.

Podia ser de qualquer natureza, desde que os horários e rotas fossem condizentes com a alegação.

Mas por que “eram”? Após a Reforma Trabalhista de 2017, esse tipo de acidente não é mais relacionado à empresa.

Quais os Tipos de Acidente de Trabalho Mais Comuns?

Ao criar uma estratégia para prevenção de acidentes de trabalho na indústria, é preciso compreender que há diferentes tipos de ocorrências.

Claro, não há como prever cada uma delas, mas sim apontar aquelas mais comuns.

Reunimos uma lista com os tipos mais comuns de acidentes de trabalho. Confira!

  • Fraturas;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Choques Elétricos;
  • Queda no Local de Trabalho;
  • Acidentes Com Ferramentas;
  • Lesões no Trabalho Por Esforço Repetitivo.

De acordo com estudo de José Pastore, estima-se que, no geral, os acidentes de trabalho geram gastos anuais que ultrapassam os R$ 70 bilhões.

Quais os Direitos do Trabalhador Acidentado no Trabalho?

direitos-do-trabalhador-acidentado

De maneira legal, o profissional vítima de acidente de trabalho possui ao todo 5 direitos garantidos pelas leis trabalhistas. Você os conhece? Explicamos cada um deles:

Garantia e Estabilidade de Emprego

Se por acaso o profissional precisar se afastar de suas atividades por conta do acidente de trabalho, ele tem garantia de estabilidade de emprego de 12 meses.

Afastamento Remunerado

Em caso de necessidade de afastamento temporário, a remuneração do profissional não será prejudicada. Deste modo, ele permanece sendo remunerado.

O auxílio financeiro é realizado pelo INSS, de modo que garanta a melhor recuperação do profissional.

Recolhimento do FGTS

Mesmo afastado temporariamente, o profissional ainda deve ter seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) recolhido pela empresa.

Aposentadoria por Invalidez

Há casos em que a ocorrência de acidente pode incapacitar o profissional de realizar suas funções.

Nesse cenário, o trabalhador tem direito a entrar com pedido de Aposentadoria por Invalidez junto ao INSS.

Se a perícia do instituto, porém, verificar que a invalidez do profissional é apenas parcial, ele pode recorrer à chamada “aposentadoria especial”.

Pensão por Morte

Em casos no qual o acidente levar à morte do colaborador, os dependentes do mesmo podem receber uma pensão referente à perda.

Dicas Para Prevenção de Acidentes de Trabalho

A indústria é um campo do trabalho que exige atenção constante de todos.

Há maquinário pesado, processos perigosos, elementos químicos e físicos sendo manipulados. Tudo de forma simultânea em vários chãos de fábrica.

À empresa, cabe se preparar para prevenir que acidentes de trabalho aconteçam nesse ambiente.

Pode parecer difícil, mas com atenção, é possível manter anos e anos de uma rotina produtiva livre de acidentes. Quer saber como? Veja as dicas:

  • 1# Faça um levantamento de todos os riscos da empresa
  • 2# Criação da CIPA — Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
  • 3# Desenvolva um programa de saúde ocupacional
  • 4# Estimule e ofereça Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs)
  • 5# Siga as principais boas práticas da Segurança do Trabalho:
    • 5.1# Sinalize todos os ambientes
    • 5.2# Não se esqueça de aprimorar a ergonomia dos locais de trabalho
    • 5.3# Invista em treinamentos e capacitações de forma frequente
  • 6# Crie uma cultura de trabalho voltada à segurança
  • 7# Capriche nas rotinas de manutenção preventiva

Conheça a Linha Completa de Peças Industriais da Antares!

Conclusão

É preciso admitir que sempre há a chance de um acidente de trabalho acontecer na sua indústria. Se for o caso, sua empresa estará preparada?

Neste conteúdo, você pôde entender um pouco mais do assunto para poder responder perguntas como essa acima.

Agora, basta se movimentar para fortalecer as diretrizes de segurança do trabalho na empresa, seja no escritório ou no chão de fábrica.

Gostou do conteúdo? Então deixe um comentário abaixo comentando como são os processos de segurança na sua empresa. Alguma dica para os outros leitores?

E lembre-se de continuar acompanhando o Blog da Antares Acoplamentos!

Sobre o autor:
Lourenço Daudt
Lourenço Daudt trabalha na engenharia de aplicação da Antares Acoplamentos. Há anos trabalha visitando fábricas e acompanhando de perto as dificuldades dos operadores no dia-a-dia.