acoplamento elastico

Acoplamento elástico: o que é e para que serve?

O acoplamento elástico acomoda desalinhamentos e conta com manutenção simples

O acoplamento elástico, juntamente com os modelos flexíveis, figuram entre os mais conhecidos do setor industrial. É um modelo de acoplamento capaz de influenciar diretamente na vida útil dos maquinários e no desempenho do equipamento em que está instalado.

Assim como todos os demais acoplamentos, os modelos elásticos têm como função a transmissão de torque e rotação, fazendo a ligação entre o acionamento (motor elétrico, motor à combustão, turbina) e a máquina acionada (bombas, transportadores, elevadores).

Os acoplamentos elásticos também acomodam desalinhamentos e reduzem os níveis de vibração. A manutenção desses componentes é considerada simples. Acoplamentos elásticos das marcas mais confiáveis normalmente dispensam lubrificação.

A manutenção é um diferencial relevante dos modelos elásticos da Antares em relação a outras marcas. Independente da distância entre pontas de eixos, não é necessário mover os equipamentos para substituição do elemento elástico do acoplamento, o que resulta em mais produtividade e eficiência operacional. 

Altamente seguros, os acoplamentos elásticos da marca contam com a tampa metálica em aço, o que traz mais proteção para a operação. As duas linhas da Antares dispensam lubrificação.

Antares conta com duas linhas de acoplamento elástico

Referência quando o assunto é acoplamento, a Antares conta com duas linhas de modelos elásticos: a H/HR e a SW.

Os modelos H/HR normalmente são utilizados entre o sistema de redução e o eixo da aplicação. Os motoredutores, por exemplo, podem utilizar essa linha. Entretanto, eles são aplicados também em diversos equipamentos, como fixadores, transportadoras e esteiras rolantes.

Já a linha SW costuma ser instalada diretamente no eixo do acionamento. Os modelos podem estar ligados a equipamentos como motores elétricos, motores a combustão, turbinas e geradores.

Os acoplamentos elásticos da Antares são ideais para os mais diversos segmentos industriais. Os setores alimentício, de agronegócio e automotivo são alguns exemplos de ramos em que eles podem ser utilizados.

Dentro da linha H/HR, existem dois tipos de acoplamentos elásticos. A forma H é elaborada por dois cubos, tampa metálica e conjuntos de elastômeros. Já o tipo HR é formado por dois cubos, dois porta-elementos, tampa metálica e conjunto de elastômeros.

No caso da linha elástica SW, a Antares possui dois tipos de elastômeros: um em PU (poliuretano), indicado para altas rotações (acima de 500 rpm) e considerado um elastômero mais flexível, que acomoda melhor os desalinhamentos; e outro em Hytrel, indicado para rotações inferiores a 500 rpm, considerado mais rígido e resistente ao desgaste devido à transmissão de torque.

Quer saber qual é o modelo ideal de acoplamento para a sua aplicação? Saiba mais aqui.

por Consultor Técnico da Antares

Compartilhe este artigo:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email

Deixe uma resposta

Bem vindo
ao Blog Antares

Com sede em Caxias do Sul (RS), a Antares é um dos mais importantes fabricantes de acoplamentos no Brasil. Aqui você verá novidades da empresa e tendências no setor de Acoplamentos Flexíveis.

Cadastre-se para receber novidades do Blog Antares:

Leia também:

Fechar Menu